Plataforma Multi-Cloud: O que esperar de produtos neste conceito?
8 de dezembro de 2021

O termo “multi-cloud” é usado para descrever os ambientes de TI que contam com várias tecnologias de nuvem. Uma plataforma multi-cloud de dados tem como característica uma abordagem composta por mais de um serviço e de um provedor de nuvem, pública ou privada.

“A adoção de plataforma AIOps está crescendo rapidamente entre as organizações”, afirma Gartner. A razão é simples – com gigabytes de dados sendo gerados por minuto, em dezenas de domínios é vital o uso de plataformas de dados multi-cloud que possam se adaptar e prosperar à medida que os usuários exigem novos recursos. 

Em um mundo com muitos serviços e soluções baseados em nuvem uma plataforma multi-cloud de dados costuma ser a escolha certa para as organizações equilibrarem preço, desempenho, agilidade e alta disponibilidade.

Afinal, esses benefícios impactam na produtividade do departamento de BI nas mais diversas análises de dados que a cultura data-driven oferece. 

Em primeiro antes de abordamos o assunto, precisamos falar sobre o conceito de tecnologia agnóstica. Uma solução agnóstica em tecnologia se refere ao desenvolvimento de produtos em que seu design está de fato livre de qualquer vínculo com um provedor ou sistema específico. E sua performance funciona igualmente bem em mais de um sistema. 

Como funciona uma plataforma Multi-cloud para gestão de dados?

Existem uma série de razões para organização adotar uma plataforma de dados com arquitetura multi-cloud, dentre elas destacamos redução de dependência em caso em que temos um fornecedor único, proporcionando mais eficiência na gestão de custos ao aumento na flexibilidade na operação oriundo da escolha deste modelo de serviço.

Vale ressaltar que antes de decidir qual provedor de nuvem é o mais indicado as necessidades da empresa, a importância de desenvolvimento do programa da governança de dados e suas regras de compliance sobre o uso.

Outra questão de grande relevância neste mapeamento é a adequação às políticas locais ao uso dos dados. Afinal, em alguns casos a lei local pode exigir que certos dados estejam fisicamente presentes dentro do país que em acontece sua distribuição geográfica de processamento.

Para ilustrar de forma gráfica nesta imagem temos o desenho da arquitetura de uma plataforma multi-cloud.

Visão técnica do Semantix Data Platform.

Para explicarmos de forma prática como funciona uma plataforma mult-cloud de dados vamos utilizar os recursos do produto Semantix Data PlatformSDP.

A solução foi criada no modelo end-to-end , isto significa que a plataforma suporta toda jornada de análise de dados. Ou seja, um engenheiro de dados inicia processo com a ingestão dados e o time de ciência de dados finaliza com a criação de dashboard e modelos de algoritmos plug-in-play com infraestrutura multi-cloud modelo de serviço SaaS.

Em outras palavras  o cloud provider  no qual temos a aplicação de infraestrutura do produto, o provedor possui na base o recurso Mult-AZ. Função comum em clouds públicas ou privadas que realiza o  provisionamento  de banco de dados e seus recursos entre diferentes servidores. 

Todas as vezes que há uma ingestão de dados o produto cria automaticamente uma instância principal como data base (DS) e replica de forma síncrona os dados para uma outras instâncias de espera em uma Zona de disponibilidade (AZ) diferente. Cada AZ opera em sua própria infraestrutura fisicamente distinta e independente e é projetada para ser altamente confiável discriminando as informações guardada em cloud por diferentes partes do globo.

Ou seja, não importa se a transformação dos dados conhecido em big data analytics pelo termo técnico “job” está sendo executado na AWS, Google Cloud, Azure ou qualquer outra cloud. Funciona da mesma maneira, independentemente do provedor de nuvem ou da linguagem de programação escolhida no projeto. 

Neste caso do SDP, em que sua arquitetura foi desenhada para oferecer serviço de gestão de dados em uma plataforma multi-cloud podemos concluir que; em um cenário no qual temos um ambiente rodando na cloud AWS, os dados do usuário e recursos da plataforma seriam replicados em diferentes regiões e em diferentes datacenters, evitando problemas caso aconteça alguma falha. Oferecendo assim aos usuários do SPD o que chamamos de HA (High Availability – Alta disponibilidade) de processamento.

Características de produtos em nuvem:

Para se adaptar a necessidades futuras de análises de dados é vital que o produto seja composto por tecnologias open source, e também que as organizações realizem o mapeamento do volume, fontes e características dos formatos de entrada dos dados que serão analisados antes da escolha de um provedor.

Conforme apontamos no início uma solução de inteligência artificial que é capaz de extrair informações dos dados de forma agnóstica deve ser independente de software ou hardware, vinculado a um fornecedor específico ou a uma linguagem de programação distinta. 

Portanto uma plataforma multi-cloud deve ser desenvolvida com tecnologias open source (OSS).  Isto significa que o produto tem em seu design (arquitetura) sistemas de código projetado para ser acessado abertamente pelo público.

No qual todas as pessoas podem vê-lo, modificá-lo e distribuí-lo conforme suas necessidades.

Logo para atender a está demanda o SDP possui mais de 200 componentes prontos de diferentes softwares do mercado, populares em empresas de médio a grande porte como: CRMs, plataformas de e-commerce, sistemas ERPs, e derivados. E ainda o usuário tem a flexibilidade de poder criar o seu próprio componente a qualquer momento. 

Consequentemente o produto é capaz de impulsionar estrategicamente organizações de setores distintos, por aceitar a ingestão no data lake em diversos formatos de dados os transformando em ativos capazes de aprimorar a eficiência operacional ou criar novas fontes de receita. Aumentando a performance da organização.

Deste modo o usuário conta com um alta capacidade de processamento derivados das plataformas multi-cloud. Bem como tem a liberdade de identificar e consumir componentes com base nas suas necessidades e objetivos de sua empresa com segurança. 

Como resultado por causa dessa resiliência e flexibilidade integradas, quando uma solução de gestão de dados é multi-cloud, temos um produto de dados agnóstico e  seus usuários sentem maior confiança no serviço. 

Vantagens das plataformas multi-cloud em big data:

  • Colete dados externos facilmente: para extrair o máximo de insights, criar hipóteses com dados muitas vezes existe a necessidade de colher e analisar dados internos e externos e combiná-los para aprimorar o posicionamento do negócio. Portanto, manter clusters de dados com base multi-cloud facilita no dia a dia para organizações consumir dados externos ou monetizar seus próprios.
  • Mais acessibilidade e sincronização: com os dados armazenados em nuvem em diferentes regiões podemos ser acessá-los de qualquer lugar, tornando o armazenamento multi-cloud uma solução sem fronteiras. Isto aprimorara a performance do time de dados no uso e reuso do insumo sem a necessidade de copy ou restrições para login de hardware físicos.
  • Mais agilidade: a flexibilidade nos projetos hospedados em nuvem em comparação com os data warehouses ou soluções de data lake on-promise tradicionais, proporciona a organização uma vantagem competitiva sobre seus concorrentes. A escalabilidade de infraestrutura possibilita realizar análises com quantidades massivas de dados.
  • Redução de custos: adquirir e manter hardwares e softwares da infraestrutura de TI para gestão dos dados pode onerar projetos.  Outra vantagem de impacto financeiro é que o processamento de dados em nuvem aumenta a capacidade da organização aproveitar preços competitivos ou concorrência emergente de serviços.
  • Automatização: em plataforma de dados multi-cloud é possível realizar vários projetos automaticamente já que a nuvem suporta mais de um usuário ao mesmo tempo. E uma tarefa não afeta a outra, porquê os dados são salvos automaticamente em servidores diferentes.

Em conclusão finalizamos afirmando que as plataformas multi-cloud são mais eficientes. Afinal, é uma prática comum no mercado de tecnologia o fornecedor que desenvolveu e comercializa um produto, o poder de escolher tecnologias que se adaptam melhor ao provedor X do que no Y.

Portanto uma plataforma que não é multi-cloud pode ser tendenciosa para indicar determinados outros softwares gerando em si o famoso lock-in de vendedores que bloqueiam o crescimento estratégico futuro porque sua compatibilidade é limitada

Quer colher os benefícios da cultura data-driven em uma plataforma multi-cloud?

Comece mapeando quais desafios ou oportunidades a análise de dados irá proporcionar a organização. Desenvolva um projeto adequado de governança de dados e escolha uma plataforma de dados.

O SDP – Semantix Data Plataform foi estrategicamente construído para
utilizar o melhor de cada provedor de cloud do mercado.

Afinal consideramos que cada fornecedor de nuvem tem seu próprio conjunto de pontos fortes e recursos que os diferenciam e os tornam a melhor escolha para uma necessidade específica.

Fale com nossos especialistas e aproveite dos benefícios da gestão de dados em uma plataforma multi-cloud , que acelera em até 70% a sua  jornada data-driven.

DEIXE SEU CONTATO

Enviar Mensagem
Fale com a Semantix pelo WhatsApp!